quarta-feira, 29 de março de 2017

Aprendizes do mês - março

Os Aprendizes Victor da Silva Carmo, empresa Ecolab, e Micaele Faria da Silva, empresa Warner Bros, são os destaques do mês de fevereiro pelo empenho e dedicação nas atividades realizadas pelo Cepac. 




Beneficiários e colabores participam de formação em PNL

Em 24 de março beneficiários do Projeto Profissionalizante e colaboradores do Cepac participaram do primeiro encontro da Formação em Programação Neurolínguistica ministrada pelo voluntário e colaborador da kubbler, Jorge Efrain.
A Formação em a duração de dez encontros que acontecerão uma vez por mês. A Programação Neurolínguisca tem como foco a relação entre linguagem, comportamento e resultados.



                                              
A iniciação do curso de programação neurolinguística foi muito boa e interessante. No começo, logo de cara, eu já gostei dos assuntos que iriam ser tratados, algumas coisas eu já tinha visto ou ouvido falar e outras eu não sabia da existência. Foram coisas muito bem explicadas sobre nós mesmo, sobre nosso autoconhecimento o que nos ajuda muito na hora da entrevista. As atividades, para mim, foram a melhor parte, atividades visuais e auditivas que me fizeram refletir muito, me levaram para lugares que eu nem lembrava mais e me deixou com uma leveza sem igual no corpo e na mente.
Davi Souza, beneficiário do Projeto Profissionalizante.

O curso de PNL me ajudou muito, pois aprendi coisas que não sabia por exemplo saber o que e mapa filtros e etc. Me ajudou na minha fala e escrita e também na postura. Gostei muito e espero que na próximo encontro aprender mais para ter bom conhecimento.
Gabriela dos Santos Souza, beneficiária do Projeto Profissionalizante.

O curso de PNL ajuda as pessoas a olharem o mundo totalmente diferente. Esse curso já me ajudo me expressar de outra maneira e pensar o porquê.
Daniel Gomes de Jesus, beneficiária do Projeto Profissionalizante.













Semeando o Futuro promoveu feira gastronômica



Em paralelo a reunião de pais do Projeto Profissionalizante, realizada em 18 de março, aconteceu a Feira Gastronômica. 
Os beneficiários e seus familiares preparam doces e salgados para está ocasião que foram vendidos a preços populares. O processo desde organização, criação dos pratos e indicação de valores foi conduzido pelos próprios beneficiários sob orientação dos instrutores. 








Adolescentes passam por simulação de entrevista

Nos dias 6 e 8 de março os beneficiários do Projeto         Profissionalizante participaram das atividades do Mercado Trabalho. As turmas se revessaram entre as palestras sobre profissões ministradas na sede da LeasePlan, em Alphaville, e nas simulações de entrevistas que aconteceram no Cepac.
Para as entrevistas foram convidados representantes do Recursos Humanos das empresas parceiras. Os adolescentes puderam enfrentar situações reais e tiveram ao final um feedback com os pontos positivos e o que pode ser melhorado.
As palestras proporcionaram aos beneficiários conhecerem outras profissões e a rotina de cada uma.


















sexta-feira, 10 de março de 2017

Saiba como destinar seu IR para o Cepac


Sabia que você pode destinar o seu imposto de renda devido para os projetos do Cepac?
É isso mesmo! Se você tem imposto a pagar poderá, no momento da declaração destinar esse valor para o Cepac de forma rápida e simples.

Veja o passo a passo! 




quinta-feira, 2 de março de 2017

Aprendizes do mês - Fevereiro

Os Aprendizes Raphael Camra de Souza, empresa Tramontina, e Laíza dos Santos S. Cavalcante, empresa Blanver, são os destaques do mês de janeiro pelo empenho e dedicação nas atividades realizadas pelo Cepac.



 

 Laíza dos Santos S. Cavalcante                      Raphael Camra de Souza

Crianças visitam Parque da Mônica

        Muita diversão e alegria no passeio para o Parque da Mônica. Em 17 de fevereiro os beneficiários do Projeto Semeando o Futuro e as crianças e adolescentes da Casa Glorinha aproveitaram todos os brinquedos disponíveis no espaço e ainda puderam conhecer os personagens da Turma da Mônica. 





Aprendizes participam do intensivo

       Os adolescentes do Programa Aprendiz Cidadão participaram do intensivo de 6 a 24 de fevereiro. A carga horária total é de 90 horas conforme determinação do Ministério do Trabalho e Emprego.
      Nesse período os aprendizes apenas participaram das atividades teóricas e práticas organizadas pela instituição, sem comparecer à empresa contratante. Esse também foi um momento de alinhamento e integração. 
Os temas trabalhados nos encontros  foram: contextualização do mercado de trabalho, relacionamento interpessoal, educação financeira, postura ética e profissional, lei da aprendizagem, fortalecimento de vínculos, ações sociais e comunitárias, orientação da CBO, comunicação oral e escrita, introdução à leitura e literatura, uso seguro da internet, consumo consciente e planejamento profissional. 



Minha história com o Cepac - Esdras Ferreira Santos



De degrau em degrau Esdras Ferreira Santos, 21 anos, foi crescendo com o auxílio do Cepac e trilhando um caminho de sucesso. Chegou ao Cepac para participar do Projeto Semeando o Futuro e foi ficando até se tornar Aprendiz Cidadão. Atualmente, trouxe boas notícias para o Cepac, depois de ser estagiário na Ecolab, empresa que foi aprendiz, agora será efetivado. Uma grande vitória!
O estudante de administração hoje é inspiração para os adolescentes do Projeto Aprendiz e conta um pouco de como foi sua trajetória no Cepac.

Como conheceu o Cepac? E quais eram suas expectativas?
Esperava quando cheguei no Cepac ser encaminhado para o mercado de trabalho. Conheci o Cepac pela minha mãe, que na época fez um curso de telemarketing na instituição. Minha mãe achou que era uma ótima oportunidade para eu me capacitar para o mercado de trabalho e aprender outras coisas.

O que mais te marcou no tempo que passou aqui no Cepac?
Um dos primeiros passeios que eu fui com o Cepac para o Parque Municipal de Barueri. Foi um momento muito bacana! Estava no lugar onde eu me sentia bem, me preparando com cursos e em um ambiente com pessoas que gostam de mim e querem investir no meu crescimento. Saímos daqui e fomos para fora conhecer outras coisas. Esse passeio foi uma atividade que me marcou bastante, eu lembro até hoje de todos os detalhes.

Como foi o processo para se tornar aprendiz?
Eu saí do profissionalizante com o curso de logística, assim que eu terminei fiquei um período em casa passando por processos seletivos nas empresas. Ao todo foram seis entrevistas e na última eu fui selecionado para a vaga do Ministério do Trabalho onde tive contrato por dois anos.
Eu concluí os dois cursos de aprendizagem oferecidos pelo Cepac, Logística e Administração. Mas, ainda não tinha sido contratado na área de logística. Depois de três meses em casa recebi a ligação para fazer a entrevista no DuPont, na Rittal e na Tramontina e na Ecolab onde eu fui selecionado e cumpri contrato de 11 meses.
Dois dias antes de acabar o contrato eles me chamaram para conversar e disseram que eu ia continuar com eles como estagiário por dois anos. Com 11 meses de contrato de estágio houve a proposta de efetivação.

Você passou por várias entrevistas até ser contratado, em algum momento você se sentiu desanimado?
No primeiro processo quando passei por seis entrevistas, eu me frustrei um pouco, achei que o problema fosse comigo. Mas, vi tudo como experiência. Esse período de seis entrevistas foi o tempo certo para que eu pudesse amadurecer, terminar o ensino médio e até ingressar na faculdade.

Que dica você daria para os alunos que estão no profissionalizante tentando uma vaga?
A palavra de motivação que eu deixo é Persistência. Para não desistir do que quer e correr atrás dos seus sonhos e dos seus objetivos, por mais que pareça difícil, pareça que não vai dar certo porque lá na frente sempre dá certo, tudo depende de você.